Quinta-feira
15 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Reunião sem deliberação

Vereador de Juazeiro critica colegas que esvaziaram plenário para não ter sessão

Por João Boaventura Neto
Em 13/09/2018 às 17:50
Compartilhar
Vereador de Juazeiro critica colegas que esvaziaram plenário para não ter sessão (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)

O vereador Márcio Joias (PDT) criticou os colegas Adauto Araújo (PSC), Nivaldo Cabral (DEM) e Tarso Magno (PRP) por terem, segundo ele, deixado o plenário com a finalidade de não atingir o número mínimo de parlamentares, 11, para não ter sessão nesta quinta-feira (13). Assista ao vídeo no final da matéria.

Mesmo sem quórum os vereadores fizeram uma reunião rápida para ouvir Lucivaldo da Silva, morador do Bairro Vila Real, que usou a Tribuna de Honra para falar sobre uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) que está abandonada desde a gestão do então prefeito Raimundo Macedo (MDB).

A produção do site Miséria manteve contato com o vereador Nivaldo para saber qual a motivação de ter deixado a Câmara. O parlamentar do Democratas afirmou que esperou até o limite de tolerância, 15 minutos, para inicio da sessão.

“A sessão deve iniciar às 15h e esperei o tempo de tolerância. Como não havia quórum fui embora”, revelou.



Vereadores Adauto Araújo, Nivaldo Cabral e Tarso Magno (Foto: Reprodução/Ascom Câmara Municipal de Juazeiro)


Já o vereador Tarso Magno, em conversa por telefone, foi mais além. Disse que as críticas de Márcio Joias são esdruxulas e injustas. Tarso afirmou que ficou até as 15h21. “Eu sempre chego às 14h para sessão que deve começar as 15h. Esperei além do tempo regimental que são de 15 minutos e como não havia quórum deixei a Câmara”, explicou.

Tarso ainda revelou que tinha seis requerimentos para apresentar na sessão e desafiou Márcio pedindo para comparar quantas sessões cada um faltou.

O vereador Adauto Araújo não atendeu as ligações, mas em conversa informal com a reportagem do site Miséria disse que nenhum vereador tinha moral para falar dele.

Assista ao vídeo

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira