Cariri
Luto em Juazeiro
Morre aos 101 anos o primeiro corretor de imóveis de Juazeiro: Adail Mendonça
Compartilhar

Seu Adail Mendonça morreu na noite desta segunda-feira em Juazeiro (Foto: Reprodução)

Por Demontier Tenório
Em 11/12/2018 às 00:50
Publicidade

Um dos mais antigos corretores de imóveis do Ceará morreu por volta das 19h30min desta segunda-feira em Juazeiro do Norte. José Adail de Mendonça completou 101 anos de idade no último dia 29 de março e faleceu em sua casa na esquina das Avenidas Leão Sampaio e Plácido Castelo (Bairro Lagoa Seca) em Juazeiro. O corpo está no centro de Velório Anjo da Guarda e o sepultamento acontecerá nesta terça-feira no Cemitério Nossa Senhora da Piedade em Crato.

Ele foi o primeiro corretor de imóveis de Juazeiro e nasceu no ano de 1917 na região cearense do maciço do Baturité, onde o seu pai era fazendeiro. Quando Padre Cícero morreu ele ainda era um adolescente de apenas 17 anos e Juazeiro iria completar seis anos de emancipação política. Seu Adail viveu com muita lucidez e uma memória privilegiada mesmo após o centenário do seu nascimento, cuja festa reuniu grande número de parentes e amigos na sua residência após missa na Capela do Mosteiro.

Publicidade


Quando deixou a região do Maciço do Baturité, ele rumou para a capital cearense e, no ano de 1940, passou a trabalhar no setor de classificação e fiscalização agrícola do Ministério da Agricultura. Foi exercitando tal atividade que veio parar em Juazeiro no ano de 1947 numa ação focada na cultura algodoeira no Cariri. No vai e vem pela região conheceu Ednir Bezerra de Mendonça, que era de Lavras da Mangabeira, mas residia em Crato e com quem se casou no ano de 1952.

Com a mesma teve os filhos: Virgínia, Henrique e Roberta que trabalham na Socil e lhes deram oito netos e duas bisnetas. O ingresso no ramo imobiliário se deu a partir do incentivo do irmão João Mendonça, um engenheiro que trabalhava na construção do açude Orós e, todo fim de semana, vinha a Juazeiro. O conselho ao irmão Adail Mendonça foi no sentido de construir loteamentos quando, no ano de 1957, lançou o primeiro deles onde hoje é o bairro Tiradentes e não mais parou.

Publicidade


Sempre afeito a um bom diálogo, ele ainda foi a palavra final de sua empresa Socil (Sociedade de Comércio e Imóveis Ltda) na Rua Santa Luzia no centro de Juazeiro até bem pouco tempo. Para se ter uma idéia do pioneirismo de Adail Mendonça, o número do seu CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) era 18 em nível de estado. Ele não chegou a conhecer o Padre Cícero, porém conviveu com muitos que eram de dentro da casa do sacerdote já que veio morar na Rua São José no centro de Juazeiro.

Mas, há 53 anos residia na Lagoa Seca se constituindo num dos primeiros a habitarem àquele bairro. Todo dia, após o café, Seu Adail costumava jogar Gamão via Internet e só almoçava ouvindo e vendo noticiários de emissoras de rádio e TV. Era, também, aficionado por leitura não dispensando livros, revistas e jornais. À tarde, saía de casa para avaliar terrenos que pretendia comprar e transformá-los em loteamentos. Após o jantar, uma conversa com familiares e o retorno à Internet por meio da qual se comunicava com parentes e amigos até às 22 horas.


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acredita no bom desempenho do Guarani e do Barbalha no Campeonato Cearense Série A?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor