Ceará
3º maior do Nordeste
Exportações cearenses atingem maior volume da história com US$ 2,32 bilhões
Por:
Jornalista Alana Soares
Em 09/01/2019 às 07:30

Porto do Pecém, em Fortaleza (Foto: Reprodução)

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Compartilhar

Seguindo as expectativas, o ano de 2018 quebrou recordes e se consolidou como o ano mais expressivo na história das exportações do Ceará. O estado contabilizou US$ 2,32 bilhões vendidos ao exterior, o que representa um crescimento de 10,7% ante 2017 (US$ 2,1 bilhões).

No comparativo com 2015, o valor das exportações de 2018 mais que dobrou, sendo 122,9% superior ao contabilizado três anos atrás (US$ 1,04 bilhões). Os dados são do estudo Ceará em Comex, realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação da Indústria do Ceará.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Em dezembro, de acordo com o estudo, manteve-se a alta performance exportadora do estado, com um crescimento de 36,7%. Os US$ 259,9 milhões vendidos ao exterior no último mês do ano representam o segundo melhor resultado mensal de 2018.

Terceiro maior exportador do Nordeste, o Ceará representou, no acumulado de 2018, 12,55% das exportações da região. O saldo da balança comercial cearense, no período analisado, porém, manteve-se deficitário em US$ 205,4 milhões.
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Caucaia, com aumento de 74,2%, e Aquiraz, com  US$ 48,4 milhões, foram os municípios com os maiores percentuais de crescimento entre 2017 e 2018.

São Gonçalo do Amarante (US$ 1,3 bilhão), Sobral (US$ 144,5 milhões) e Fortaleza (US$ 144,2 milhões) se mantém como municípios líderes nas vendas externas cearenses.

O setor de “Máquinas, aparelhos e materiais elétricos, e suas partes” merece destaque nas exportações cearenses, com variação positiva de 140,9% em relação à 2017, totalizando US$ 65,3 milhões em 2018.

Outros setores da pauta exportadora do estado também exibiram aumentos consideráveis justificando a performance positiva do estado. É o caso do líder em exportações “Ferro fundido, ferro e aço”, que cresceu 28,5%, chegando a US$ 1,37 bilhão.

Os segmentos de frutas e de pescados também contribuíram de forma bastante positiva, com acréscimos de 9,3% e 14,2% respectivamente.

O setor de calçados cearenses, mesmo com redução de 15,4% em suas exportações, manteve seu posto em segundo lugar no ranking, contabilizando US$ 264,5 milhões.

Publicidade
Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Crato 255 anos: qual seu local favorito na cidade?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor