Política
Sessão solene
Câmara homenageia vítimas do desastre de Brumadinho e militares das equipes de resgate
Compartilhar

Cerca de 400 militares participaram da sessão solene em homenagem às vítimas de Brumadinho e às equipes de resgate (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

Em 15/03/2019 às 01:50
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Câmara dos Deputados realizou nesta quinta-feira (14) uma sessão solene em homenagem aos mortos na tragédia de Brumadinho (MG) e aos bombeiros que atuaram no resgate das vítimas. Cerca de 400 militares do Corpo de Bombeiros de 10 estados e do Distrito Federal participaram da solenidade.

O rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, gerou um mar de lama com rejeitos de mineração que varreram a zona rural de Brumadinho, município localizado na região metropolitana de Belo Horizonte.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE


De acordo com a Defesa Civil mineira, até o momento, foram confirmadas 203 mortes, mas ainda há 105 desaparecidos. Além da tragédia humana, o rompimento da barragem gerou danos ambientais por conta da onda de rejeitos que alcançou o Rio Paraopeba.

A sessão solene em homenagem aos mortos e às equipes de resgate foi presidida pelo deputado Guilherme Derrite (PP-SP), que vestiu trajes militares para ir à cerimônia. Ao discursar, ele destacou o heroísmo dos militares que atuaram na operação.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE


"Eu não vi um militar reclamar de cansaço, das situações adversas. Eu só via profissionais abnegados em salvar vidas e quando não, encontrar a dignidade das famílias que pudessem velar seus entes queridos", discursou.

O líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), destacou a atuação de seis bombeiros e seis cães cedidos pelo governo de Goiás para auxiliar na operação de resgate em Brumadinho.

“É uma forma de prestar nossa homenagem, nosso reconhecimento, aos profissionais dos corpos de bombeiros que têm feito um trabalho muito relevante, que muitas vezes passam aí como anônimos”, declarou o parlamentar goiano.

Para o comandante-geral Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, coronel Edgar Estevo Silva, a homenagem do Legislativo é um reconhecimento da sociedade ao trabalho de todos os bombeiros do Brasil.

"É fundamental para que possamos dar visibilidade a todas as instituições brasileiras de que o Corpo de Bombeiros é um exemplo de trabalho dedicado, de empenho, valoroso para toda a população", enfatizou.

Segundo o comandante-geral, a operação de resgate em Brumadinho foi a maior da história do país e contou com mais de 750 bombeiros de Minas Gerais e 12 equipes de outros estados, além do apoio de 130 homens do exército de Israel.

CPI de Brumadinho

Nesta quarta-feira (13), foi instalada no Senado uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho.

Já na primeira sessão, os integrantes da CPI aprovaram a convocação do presidente afastado da Vale, Fábio Schvartsman, e do presidente interino da mineradora, Eduardo Bartolomeo. Não há previsão de quando ocorrerá o depoimento dos dois executivos da companhia.

Schvartsman se afastou do comando da Vale em 2 de março depois de a força-tarefa que investiga a tragédia recomendar o afastamento do executivo. O conselho de administração da companhia aprovou o afastamento. Nesta quarta, ele prestou depoimento à Polícia Federal em Belo Horizonte.

Por se tratar de uma convocação da CPI, Fábio Schvartsman e Eduardo Bartolomeo serã obrigado a comparecer ao colegiado na data em que for agendado o depoimento.

Fonte: G1


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acredita que um dia o Padre Cícero será canonizado pela igreja? #semanadopadre

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor