Terça-feira
21 de Fevereiro de 2017
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2017
Publicidade
Publicidade
Policial
Cedro-CE: Preso comparsa de menor que matou mototaxista para roubar
(Foto: Richard Lopes)
Em 10/03/2011 às 07:15

Por Demontier Tenório/Richard Lopes
 

Com preventiva decretada pela justiça, a polícia localizou e prendeu Vicente Moreira, de 18 anos, mais conhecido como Netinho, o qual se encontrava escondido na residência de familiares no Sitio Morada Nova na zona rural de Cedro, onde reside o menor de iniciais L. S. S., de 15 anos, que já havia sido apreendido. Os dois são réu confesso no assassinato do mototaxista Cristiano Sobral do Nascimento, de 26 anos, na madrugada da última terça-feira no Sítio Marreca.

O Subtenente Jerônimo e os Soldados Duarte e Paulino se embrenharam na mata à procura do acusado. Ao ser preso, foi recambiado para a cadeia pública de Iguatu por medida de segurança. No seu depoimento, Vicente disse que apenas amarrou as mãos do mototaxista deixando no ar a idéia de que fora o adolescente o responsável pelas facadas que quase degolaram o rapaz. Netinho confessou que, antes de atrair o mototaxista para o "cheiro do queijo" fumou maconha com seu comparsa.

Foto: Richard Lopes



O adolescente foi quem contratou a corrida e quando chegaram ao Sítio Marrecas a dupla anunciou o assalto amarrando Cristiano para matá-lo enquanto o mesmo implorava de joelhos que não fizessem àquilo segundo narraram à polícia. O corpo foi encontrado na terça-feira por populares em um matagal e avisaram à polícia. O menor também acusa o seu comparsa dizendo que foi obrigado a "fazer a parada", pois, do contrário, seria morto por Netinho.

Após o crime, a dupla fugiu com a moto, a carteira da vítima com apenas R$ 20,00 e o aparelho celular que foi encontrado com o adolescente quando este foi preso. Ainda na madrugada de terça-feira, eles jogaram o veículo de um pontilhão do Rio Salgado mais precisamente no Sitio Patos 1 na zona rural de Lavras da Mangabeira a qual já foi encontrada. O garoto disse ao Delegado Paulo Freitas que estava precisando de dinheiro e que não possui familiares em virtude da morte dos seus pais e avós. Ele está recolhido em uma cela especial e provisória da cadeia pública de Orós e será levado para a Febem (Fundação do Bem Estar do Menor) de Fortaleza.

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira