Política
Sem benefício
Temer tem aposentadoria suspensa por falta de "prova de vida"
Compartilhar

Valor, cerca de R$ 45 mil brutos, o equivalente a R$ 22 mil líquidos, só foi pago até outubro (Foto: Reprodução)

Em 01/02/2018 às 15:00
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aposentado como procurador do Estado de São Paulo, o presidente da República, Michel Temer, não recebeu a aposentaria nos meses de novembro e dezembro do ano passado. O valor, cerca de R$ 45 mil brutos, o equivalente a R$ 22 mil líquidos, só foi pago até outubro.

A motivação, segundo informações de O Globo, é que ele não fez o recadastramento anual obrigatório. Conforme a São Paulo Previdência (SPPrev), responsável por administrar a folha de pagamento das pensões e aposentadorias do governo paulista, quando isso ocorre, o benefício é automaticamente suspenso e sai da folha de pagamento da instituição.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE


O exame, chamado de prova de vida, deve ser realizado pelo beneficiário, no mês de aniversário. Temer completa anos no dia 23 de setembro de 2017. Ele tem 77 anos, mas está aposentado desde os 58 anos.

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência declarou que Temer não fez o recadastramento por "falta de tempo", mas que "fará assim que possível".

 

noticiasaominuto


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Qual rede social você mais usa?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor